**"Não tenho a pretensão de que todas as pessoas que gosto, gostem de mim, nem que eu faça a falta que elas me fazem. O importante para mim é saber que eu, em algum momento, fui insubstituível, e que esse momento será inesquecível." Fernando Pessoa**

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Ao Sabor do Vento


video



****

Mais um ano a borboleta voou,
Pisando, muitas vezes, numa flor
Com a mesma graça e com o mesmo amor.
E de voar ela não se cansou.

Em pleno ar seus desenhos traçou,
Emprestando-lhes a vida e a cor,
Como empresta e lhes concede o pintor,
Quando a pintura na tela encerrou.

Por vezes, desabrocha tanta flor
Sem que a borboleta as tenha beijado...
Choram infelizes e sentem dor...

Porém, a que a borboleta tem tocado,
Há de sentir, para sempre, o calor
Desse beijo... tão louco e apaixonado.


José M. Raposo

****

Sem comentários: